Receba nossas publicações diretamente no seu email

domingo, 18 de novembro de 2012

D7: Identificar o conflito gerador do enredo e os elementos que constroem a narrativa.


                                            O rato do mato e o rato da cidade

             Um ratinho da cidade foi uma vez convidado para ir à casa de um rato do campo. Vendo que seu companheiro vivia pobremente de raízes e ervas, o rato da cidade convidou-o a ir morar com ele:
           — Tenho muita pena da pobreza em que você vive — disse.
           — Venha morar comigo na cidade e você verá como lá a vida é mais fácil.
            Lá se foram os dois para a cidade, onde se acomodaram numa casa rica e bonita.
            Foram logo à despensa e estavam muito bem, se empanturrando de comidas fartas e gostosas, quando entrou uma pessoa com dois gatos, que pareceram enormes ao ratinho do campo.
           Os dois ratos correram espavoridos para se esconder.
          — Eu vou para o meu campo — disse o rato do campo quando o perigo passou.
          — Prefiro minhas raízes e ervas na calma, às suas comidas gostosas com todo esse susto.
           Mais vale magro no mato que gordo na boca do gato.

                                       Alfabetização: livro do aluno 2ª ed. rev. e atual. / Ana Rosa Abreu... [et al.]
                                      Brasília: FUNDESCOLA/SEF-MEC, 2001. 4v. : p. 60 v. 3

10) O problema do rato do mato terminou quando ele
(A) descobriu a despensa da casa.
(B) se empanturrou de comida.
(C) se escondeu dos ratos.
(D) decidiu voltar para o mato.

Visualizações

Visitantes Online

Bem Vindo ao Blog! Muitas imagens ou arquivos aqui disponibilizadas foram encontradas na própria internet. Se alguma postagem é de sua autoria ou propriedade, por favor deixe um comentário no post e retiraremos imediatamente ou citaremos os devidos créditos. Obrigada!