Gostou do Blog? Envie uma mensagem contando para seus amigos!

Mostrando postagens com marcador 3º ano. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 3º ano. Mostrar todas as postagens

domingo, 8 de fevereiro de 2015

quinta-feira, 27 de março de 2014

Pastas de avaliações 3º ano Português e Matemática




 Português 3º ano.rar Download

 Matemática 3º ano.rar Download








segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Caderninho de SIMULADO 3º ano com descritores




                                                                            CAPA
Sugestões: Imprima o documento frente e verso   e monte o caderninho. Se preferir você pode baixar o arquivo no formato Word .caderninho de avaliação montado. Download

sábado, 19 de outubro de 2013

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Caderno de Férias 3º ano

Click here to download this file
Powered by ebookbrowsee.net

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Caderno de Reforço 2º e 3º anos 2 Rio

Click here to download this file
Powered by ebookbrowsee.net

Caderno de reforço 2º e 3º ano Rio

Click here to download this file
Powered by ebookbrowsee.net

3º ano Rio Tarefa de Férias


Click here to download this file
Powered by ebookbrowsee.net
 

Textos do PROALFA 3º ano









quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Atividades para turmas de 3º ano

 Clique na setinha para baixar o arquivo .
Powered by ebookbrowsee.net

terça-feira, 24 de setembro de 2013

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Avaliações diagnósticas ANOS INICIAIS


2º ano

3º ano 
4º ano

5º ano

Fonte: NTE Patos de Minas

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Matriz de Referência do Proalfa comentada


Matriz de Referência do PROALFA – 3º Ano
Tópicos
Competências
Habilidades
Detalhamento das habilidades
T1- Reconhecimento de convenções do sistema alfabético
C1. Identificação de letras do alfabeto
H1. Identificar letras do alfabeto
O aluno deve reconhecer letras do alfabeto apresentadas isoladamente, em sequências de letras ou no contexto de palavras.
H2. Diferenciar letras de outros sinais gráficos, como os números, sinais de pontuação ou de outros sistemas de representação
O aluno precisa diferenciar letras de números e de outros símbolos. Deve reconhecer, por exemplo, um texto que circula socialmente ou uma sequência que apresenta somente letras, entre outros textos ou outras sequências que apresentam letras e números.
H3. Distinguir, como leitor, diferentes tipos de letras
O aluno deve identificar letras isoladas ou palavras escritas com diferentes tipos de letras: maiúscula, minúscula; cursiva; caixa alta e baixa.
C2. Uso adequado da página
H4. Conhecer as direções e o alinhamento da escrita da língua portuguesa
O alfabetizando, ao ter contato com um texto (contos, tirinhas, notícias, entre outros), deve identificar a direção formal da escrita: onde se inicia a leitura ou onde se localiza a última palavra do texto. Considerando a tarefa de registro escrito, espera-se que o aluno copie uma frase respeitando as direções da escrita (de cima para baixo, da esquerda para a direita), bem como demonstre o uso correto das linhas, das margens e do local adequado para iniciar a escrita em uma folha.
T2- Apropriação do sistema alfabético
C3. Aquisição de consciência fonológica
H5. Identificar, ao ouvir uma palavra, o número de sílabas (consciência silábica)
O alfabetizando precisa identificar o número de sílabas que compõe uma palavra ao ouvir a pronúncia de palavras (monossílabas, dissílabas, trissílabas, polissílabas; oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas); com diferentes estruturas silábicas (CV – consoante-vogal, CCV – consoante-consoante-vogal, CVC – consoante-vogal-consoante, V – vogal, VC – vogal-consoante, ditongo, etc.).
C3. Aquisição de consciência fonológica
H6. Identificar sons de sílabas (consciência fonológica e consciência fonêmica)
Ao ouvir palavras ditadas, pertencentes a um mesmo campo semântico ou a campos semânticos distintos, o aluno deve identificar sons de sílabas com diferentes estruturas (CV, CCV, CVC, V, VC, ditongo, etc.) no início, meio ou no final das palavras.
C4. Reconhecimento da palavra como unidade gráfica
H7. Compreender a função de segmentação de espaços em branco na delimitação de palavras em textos escritos
O aluno precisa reconhecer o número de palavras que compõe um pequeno texto. Precisa, também, ao observar uma palavra, ser capaz de identificar o número de vezes que ela se repete em um texto. Espera-se, ainda, que palavras compostas por menos de três letras, por exemplo, sejam identificadas como palavras.
C5. Leitura de palavras e pequenos textos
H8. Ler palavras
O aluno deve ler palavras silenciosamente, com apoio de um desenho que as representam. Essa habilidade apresenta palavras em um nível crescente de dificuldade em relação à estrutura silábica, ou seja, sílabas CV, CVC, CCV, V e palavras com ditongo.
H9. Ler pequenos textos
O aluno deve ler frases e pequenos textos de até 6 linhas, de temas e gêneros mais recorrentes na vida social, localizando informações explícitas neles contidas.
T3 - Leitura: compreensão, análise e avaliação
C6. Localização de informações explícitas em textos
H10. Localizar informação explícita em textos de maior extensão e de gêneros e temas menos familiares
O aprendiz precisa identificar, no texto lido, uma informação que se apresenta explicitamente. Essa informação pode estar presente no início, no meio ou no fim do texto. O texto pode apresentar diferentes graus de complexidade dependendo de fatores como: sua extensão (pequena, média ou grande), gênero, tema (mais ou menos usual) linguagem. Tais fatores podem interferir no processo de localização de informação.
H11. Identificar elementos que constroem a narrativa
O alfabetizando precisa conhecer gêneros textuais que privilegiam a narrativa, tais como contos de fadas, contos modernos, fábulas, lendas. São avaliadas habilidades relacionadas à identificação de elementos da narrativa: espaço, tempo (isolados ou conjuntamente), personagens e suas ações e conflito gerador. É importante evidenciar que, embora o foco de uma avaliação que se referencia na alfabetização e letramento seja o texto, em seus diferentes gêneros, reconhecendo a importância de textos de estrutura predominantemente narrativa como contos de fadas e fábulas, por exemplo, nessa faixa etária, considerou-se necessária a proposição de uma habilidade específica, com o intuito de enfatizar gêneros como os aqui exemplificados.
C7. Interpretação de informações implícitas em texto
H12. Inferir informações em textos
O aprendiz precisa revelar capacidade de, a partir da leitura autônoma de um texto, inferir o sentido de uma palavra ou expressão menos frequente, em textos de tema/gênero familiar ou menos familiar. O aluno deve realizar inferência, o que supõe que seja capaz de ir além do que está dito em um texto. Ou seja, ir além das informações explícitas, relacionando informações presentes em um texto (verbal, não verbal ou verbal e não verbal) com seus conhecimentos prévios, a fim de produzir sentido para o que foi lido.
H13. Identificar assunto de texto
O aluno deve demonstrar capacidade de compreensão global do texto. Ele precisa ser capaz de, após ler um texto, dizer do que ele trata. Ou seja, ser capaz de realizar um exercício de síntese, identificando o assunto que representa a ideia central do texto.
H14. Formular hipóteses
O estudante precisa reconhecer/ antecipar o assunto de um texto a partir da observação de uma imagem e/ou da leitura de seu título.
T3 - Leitura: compreensão, análise e avaliação
C8. Coerência e coesão no processamento de texto
H15. Estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto
O aluno deve identificar, em textos em que predominam sequências narrativas ou expositivas/argumentativas, marcas linguísticas (como advérbios, conjunções etc.) que expressam relações de tempo, lugar, causa e consequência.
H16. Estabelecer relações de continuidade temática a partir da recuperação de elementos da cadeia referencial do texto
O estudante deve recuperar o antecedente ou o referente de um determinado elemento anafórico (pronome, elipse ou designação de um nome próprio) destacado no texto. Ou seja, deve demonstrar que compreendeu a que se refere esse elemento.
H17. Identificar efeito de sentido decorrente de recursos gráficos, seleção lexical e repetição
Ao ler o texto, o aluno deve ser capaz de identificar os efeitos de sentido decorrentes da utilização de recursos gráficos (caixa alta, grifo – itálico, negrito, sublinhado...), do léxico (vocabulário) ou também de identificar o humor ou a ironia no texto, decorrentes desses recursos.
H18. Identificar marcas linguísticas que evidenciam o enunciador no discurso direto ou indireto
O aluno deve identificar, em um dado texto, a fala/discurso direto ou indireto. Nesse caso, o aluno terá que demonstrar que reconhece quem “está com a palavra”.
C9. Avaliação do leitor em relação aos textos
H19. Distinguir fato de opinião sobre o fato
O estudante deve ser capaz de distinguir um fato de uma opinião, explícita ou implícita, sobre determinado fato ao ler, por exemplo, histórias ou notícias.
H20. Identificar tese e argumentos
O aluno precisa identificar a tese defendida em um texto e/ou os argumentos que sustentam a tese apresentada. Ele precisa saber, por exemplo, qual a ideia defendida no texto.
H21. Avaliar a adequação da linguagem usada à situação, sobretudo, a eficiência de um texto ao seu objetivo ou finalidade
O aluno deve ser capaz de identificar, por exemplo, marcas de oralidade em um texto escrito ou justificar determinada linguagem presente no texto em função dos objetivos a que ele se propõe.
T4 - Usos sociais da leitura e da escrita
C10. Implicações do gênero e do suporte na compreensão de textos
H22. Reconhecer os usos sociais da ordem alfabética
O aluno deve reconhecer a ordem alfabética, tendo em vista seus usos sociais. É avaliado, por exemplo, se ele identifica o local de inserção de um nome em uma lista ou agenda. Verifica-se, também, a capacidade de identificação do local correto de inserção de uma palavra no dicionário, a partir da observação da primeira letra. Espera-se, também, que o aprendiz saiba distinguir os variados suportes que são organizados pela ordem alfabética (dicionário, enciclopédia, catálogo telefônico...).
C10. Implicações do gênero e do suporte na compreensão de textos
H23. Identificar gêneros textuais diversos
O estudante precisa identificar diferentes gêneros textuais, considerando sua função social, seu circuito comunicativo e suas características linguístico-discursivas. Inicialmente, são apresentados gêneros mais familiares aos alunos, como: listas, bilhetes, convites, receitas culinárias etc., e posteriormente outros menos familiares como: notícias, anúncios, textos publicitários, etc. Tais textos podem ser identificados a partir de seu modo de apresentação e/ou de seu tema/assunto e de seu suporte.
H24. Reconhecer finalidade de gêneros textuais diversos
Além de identificar gêneros textuais que circulam na sociedade, o aluno deve reconhecer a finalidade desses textos: para que servem e qual a sua função comunicativa.
T5 - Produção escrita*
C11. Escrita de palavras
H25. Escrever palavras
O alfabetizando necessita mostrar capacidade de escrever palavras de diversas estruturas: monossílabas, dissílabas, trissílabas, polissílabas; oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas; com diferentes padrões silábicos (CV, CCV, CVC, V, VC,ditongo, etc.).
C12. Escrita de frases/ textos
H26. Escrever frases/ textos
O aluno deve desenvolver a habilidade de produzir frases/ pequenos textos. A escrita de frases pode ser feita a partir da observação de uma imagem. Já a escrita de textos, como histórias, pode ser feita com base na observação de uma sequência de imagens. Outros gêneros mais familiares como lista, convite, aviso ou bilhete, por exemplo, também são solicitados para serem escritos, tendo em vista a definição de suas condições de produção: o que escrever (tema), para quem, para que, em que suporte e local de circulação.


Antes de sair deixe um comentário!