Gostou do Blog? Envie uma mensagem contando para seus amigos!

Mostrando postagens com marcador Proinfo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Proinfo. Mostrar todas as postagens

sábado, 10 de novembro de 2012

Atividade 2.6: Plano De Aula



Plano de Aula


Data: 05 de Novembro de 2012
Turma: alunos do 5º ano do Ensino Fundamental
Escola:
Disciplina: Língua Portuguesa

 Eixos

EIXO 1 – Compreensão e Valorização da Cultura Escrita.
EIXO 2 – Leitura.
EIXO 5- Oralidade

 Descritores

D6 Identificar o gênero de um texto.
D7 Identificar a função de textos de diferentes gêneros.
D1 Identificar um tema ou o sentido global de um texto.
D2 Localizar informações explícitas em um texto.
D5 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão.
D3 Inferir informações implícitas em um texto.
D11 Reconhecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções, advérbios, etc.
D23 Identificar efeitos de ironia ou humor em textos.
D21 Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso de pontuação e de outras notações

 Metodologia

1º momento:

Explicar aos alunos que a atividade do dia será diferente que ao invés de livro usaremos na aula o data show.
Perguntar se os alunos conhecem o que é uma fábula.
Introduzir o assunto

SLIDE O1

Fábula

 O que é:

Trata-se de um gênero narrativo ficcional bastante popular. É uma história curta, vivida por animais e que termina com uma conclusão ético- moral. As fábulas eram narrativas orais, e não se sabem ao certo quem as criou. Os fabulistas usam animais como personagens de suas histórias e colocam-nos em circunstâncias que lembram situações da vida humana, tornando-os uma espécie de símbolo. Por exemplo, a formiga, representando o trabalho; o cordeiro, a inocência; o burro, a estupidez; o cachorro, a lealdade. As fábulas costumam apresentar tempo e lugar imprecisos, e geralmente sua moral sintetiza as ideias principais do texto, transmitindo assim um ensinamento. É um gênero de grande projeção pragmática por seu claro objetivo moralizador, vai ao encontro dos hábitos, das expectativas e das disponibilidades culturais do leitor.

______________________________________________________________________

SLIDE 02

Os grandes fabulistas

A fábula nasceu no Oriente e foi reinventada no Ocidente pelo escravo grego Esopo, que criava histórias baseadas em animais para mostrar como agir com sabedoria. Suas fábulas, mais tarde, foram reescritas em versos, com um acentuado tom satírico, pelo escravo romano Fedro. Contudo, o grande responsável pela divulgação e reconhecimento da fábula no ocidente moderno foi o francês Jean de La Fontaine, um poeta que conhecia muito bem a arte e as manifestações da cultura popular.
Motivado pela natureza simbólica das fábulas, La Fontaine criava suas histórias com um único objetivo: tornar os animais o principal agente da educação dos homens.


____________________________________________________________________________

Fazer discursão oral das ideias apresentadas nos dois textos.
Responder as perguntas:
O que são fábulas?
Que características são comuns a todas as fábulas?
Após a explicação trabalhar com o texto: A cigarra e a formiga.


      SLIDE 03:.


A Cigarra e a Formiga

                                                                                      ESOPO

          Num belo dia de inverno as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de comida. Depois de uma chuvarada, os grãos tinham ficado molhados. De repente aparece uma cigarra:
         -Por favor, formiguinhas, me deem um pouco de comida!
          As formigas pararam de trabalhar, coisa que era contra seus princípios, e perguntaram: - Mas por quê? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno?
          Falou a cigarra: - Para falar a verdade, não tive tempo, passei o verão todo cantando! Falaram as formigas: - Bom... Se você passou o verão todo cantando, que tal passar o inverno dançando? E voltaram para o trabalho dando risadas.

Moral da história: Os preguiçosos colhem o que merecem.
____________________________________________________________________________

Atividades  a serem realizadas no data show.
Atividades
1. Com relação ao gênero e a sua estruturação, responda: (D6, D7)
a) Qual é o gênero textual?
b) Qual é o domínio discursivo desse gênero?
c) Qual é a sua finalidade/função sócio- comunicativa/para que serve/objetivo?
d) Quais são as principais características?

2. Qual é o tema e o assunto do texto? (D1) 
 3. Por que as formigas estavam tendo o maior trabalho? (D2)
4. Na frase “De repente aparece uma cigarra:” (l. 4,5), a palavra em destaque poderia ser substituída, sem perda de sentido, por: (D5)
a) Inesperadamente.
b) Lentamente.
c) Apressadamente.
d) Finalmente.

 5. O que a cigarra queria? E o que ela fez durante o verão?(D2)
6. Qual é a ideia principal do texto? (D27)
7. “Se você passou o verão todo cantando, que tal passar o inverno dançando? (l. 17)” Há ironia ou humor nesta passagem? Justifique sua resposta. (D23)
8. Num belo dia de inverno as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de comida.” (l. 1), a expressão grifada expressa ideia de: (D11)
a) Modo.
b) Lugar.
c) Tempo.
d) Intensidade.

 10. Na frase “– Mas por quê? O que você fez durante o verão?” (l. 10,11), o ponto de interrogação indica: (D21)
a) Espanto.
b) Surpresa.
c) Dúvida.
d) Ênfase.

 1. Na frase “Bom... Se você passou o verão todo cantando...” (l. 17), as reticências foram usadas para indicar (D21)

a) Dúvida.
b) Fala de personagem.
c) Continuidade.
d) Espanto.

 12. Na fábula os animais têm atitudes que lembram situações da vida humana. Que atitudes a formiga e a cigarra representam? (D3)
a) Trabalho- inocência
b) Trabalho – lealdade
c) Inocência- lealdade
d) Trabalho- preguiça

 13. No trecho “... os grãos tinham ficado molhados.” se o substantivo em destaque fosse substituído por semente a frase sofreria alteração? Justifique. (D16)
14. Qual é o conflito gerador da narrativa? (D19)
15. Qual será a consequência, no inverno, do trabalho árduo das formiguinhas durante o verão? (D12)
 16. Na frase “Depois de uma chuvarada...”, qual o objetivo do autor ao utilizar a palavra em destaque? (D28)
Após o término da atividade  realizar na internet  uma pesquisa sobre outras fábulas.

 Recursos:

Data show, computador com acesso a internet.


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

atividade 1.6 unidades 1 PROINFO



PROJETO WEBQUEST : MELHORANDO AS NOTAS NO PROEB COM O AUXÍLIO DAS TECNOLOGIAS
Autora: Kátia Teixeira dos Santos
Publico alvo: Alunos do 5º ano das séries iniciais do ensino fundamental

Introdução

O Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública, - SIMAVE - é responsável pelo desenvolvimento de programas de avaliação integrados. O SIMAVE objetiva desenvolver programas de avaliação cujos resultados forneçam informações importantes para o planejamento de ações em todos os níveis do sistema de ensino. O SIMAVE aponta as prioridades educacionais tanto para professores, especialistas e diretores quanto para os gestores do sistema, sendo fundamental na definição de ações e para subsidiar políticas públicas para uma educação eficaz. Pela relevância de suas informações, o SIMAVE é um pilar do Projeto Estruturador do Governo de Minas Gerais.
Com as avaliações do PROEB, do PAAE e do PROALFA, o SIMAVE possibilita à Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais - SEE/MG realizar diagnósticos educacionais para identificar necessidades, e demandas do sistema, das escolas, dos professores e dos alunos. Em posse dos dados do SIMAVE, a SEE/MG estrutura políticas e ações diretamente vinculadas aos resultados de aprendizagem, à qualificação docente, à valorização da escola pública e ao fortalecimento da qualidade da educação em Minas Gerais.
O Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica - Proeb - tem por objetivo avaliar as escolas da rede pública, no que concerne às habilidades e competências desenvolvidas em Língua Portuguesa e Matemática. Não se trata, portanto de avaliar individualmente o aluno, o professor ou o especialista. O Proeb avalia alunos que se encontram no 5º ano e 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio
Diante da necessidade de melhorar a aprendizagem dos alunos nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática é que foi elaborado um projeto com o intuito de melhorar a proficiência média dos alunos nas provas em 2012.
Num primeiro momento os alunos são levados ao laboratório de informática onde são orientados sobre o SIMAVE- PROEB e toma conhecimento através de slides sobre os descritores que constituirão as provas. Os alunos são motivados a participarem com interesse e dedicação e reconhece a sua importância para a escola.

Tarefa
Os alunos são orientados de como deverão fazer uso das ferramentas de estudo, no caso a internet.


 Processo
 
Os alunos recebem a orientação que parte dos estudos será realizado coletivamente, onde as dúvidas são esclarecidas pelo professor e outra parte será individual, onde o aluno fará uso da internet para realizar as atividades.

 Recursos
Os alunos recebem uma lista de sites onde possam conhecer melhor sobre o sistema mineiro de avaliação – SIMAVE o que é feito na primeira aula e o site onde ele poderá realizar os simulados online.
Recebem também uma ficha que será preenchida no final do teste.
São eles:
www.anossaescola.com/cr/.../simulado_do_spaece   (site onde realizará os simulados. As provas seguem a matriz das provas realizadas pelo governo do Ceará  mas apresentam os mesmos descritores do sistema mineiro de avaliação.)

 Avaliação
Após o término da atividade os alunos entregam ao professor a ficha com  o número do computador e a pontuação recebida. O próprio site oferece esta pontuação.
 
Conclusão
Ocorre a finalização da atividade.
O professor faz uma  reflexão da atividade para ver o que foi aprendido.

Referência:

atividade 2.2 proinfo



Atividade 2.2 - Navegando em busca do conceito de hipertexto.
            Os recursos hipertextuais são de grande valia para tornar as páginas mais interativas e atraentes. Os hiperlinks podem ser verificados até mesmo em livros  e enciclopédias que utilizam tal recurso como forma de enriquecer seus textos numa proposta de leitura  multilinear
            Eu acredito que a navegação por hipertexto é bastante interessante, contudo, distrai de tal forma que pode vir a comprometer a realização de um trabalho escolar, por exemplo, uma pesquisa, caso o estudante não esteja atento e bem focado.
           Navegar por hipertextos é realmente muito interessante, mas para navegação sem compromisso, livre, à deriva. Se você tem um foco determinado. Cuidado!
           Minhas conclusões finais é que como tudo na vida, os hipertextos tem seus prós e seus contras. Bom senso e orientação são fundamentais.


·        

Antes de sair deixe um comentário!