Ensino de sílabas simples, leitura combinatória e leitura com compreensão para aprendizes com Autismo – autistas – atividades para autistas – educação especial – AEE

Ensino de sílabas simples, leitura combinatória e leitura com compreensão para aprendizes com Autismo

Quem acompanha meu trabalho pelas redes sociais já sabe que sou mãe de um lindo príncipe autista. O meu filho tem 6 anos e foi diagnosticado com Autismo aos 4 anos. Desde então, tenho dedicado a pesquisar sobre o assunto em busca de contribuir com seu desenvolvimento.

Conheci o trabalho da Dra. Camila através de uma colega de trabalho. Desde então visitar o site e página do CEI Desenvolvimento Humano tem sido rotina.

Sobre o CEI Desenvolvimento Humano

Texto da página no Facebook

Página no Facebook: https://www.facebook.com/ceidesenvolvimentohumano

Site: http://www.ceidesenvolvimentohumano.com.br/

O CEI é uma instituição que tem suas ações voltadas para a promoção do desenvolvimento de pessoas com autismo e com deficiência intelectual. Acesse nossa loja virtual para mais informações: www.ceidesenvolvimentohumano.com.brO Centro de Estudos e Intervenção para o Desenvolvimento Humano (CEI Desenvolvimento Humano) é uma instituição que tem suas ações voltadas para a promoção do desenvolvimento máximo de pessoas com autismo e com deficiência intelectual, assim como de seus cuidadores (pais, parentes, babás, educadores, entre outros).

O Centro iniciou o seu funcionamento formalmente em abril de 2013, porém suas atividades já eram desenvolvidas por suas fundadoras há mais de uma década. Dois eixos norteiam o nosso trabalho: “estudos” e “intervenção”. No eixo “estudos” o Centro contribui com o desenvolvimento de pesquisas de caráter científico, em parceria com outros centros de pesquisa, tendo como foco a população de pessoas com autismo e com deficiência intelectual. Além disso, o Centro oferece oportunidades para que pais, educadores, professores, estagiários e cuidadores em geral, possam aprender conosco estratégias efetivas de ação com essa população.

No eixo “intervenção” o Centro desenvolve ações para melhorar o desenvolvimento de pessoas com autismo e com deficiência intelectual. A nossa meta é favorecer o desenvolvimento máximo dessas pessoas para que elas possam estar verdadeiramente incluídas na sociedade. Para isso, temos basicamente duas maneiras de trabalho; ou a intervenção ocorre diretamente com a pessoa com autismo ou com deficiência intelectual, ou a intervenção acontece com os cuidadores dessas pessoas (pais, parentes, babás, professores e demais educadores).O CEI Desenvolvimento Humano possui programas variados para atender às diversas demandas de pessoas com autismo e com deficiência intelectual, assim com de seus cuidadores

Ensino de sílabas simples, leitura combinatória e leitura com compreensão para aprendizes com Autismo

Estar preparado para ajudar nossos filhos é muito importante para seu desenvolvimento e hoje a primeira notificação do meu Facebook foi esse post maravilhoso. Uma leitura que realmente vale a pena e que certamente irá contribuir com a aprendizagem do seu filho. No artigo assinado pelas doutoras :

Camila Graciella Santos GOMES2
Deisy das Graças DE SOUZA3

Notas do artigo:

Nota dos autores: o estudo fez parte da tese de doutorado da primeira autora, que contou com bolsa do CNPq. A segunda autora é bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e membro do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino, financiado pelo CNPq (Processo #573972/2008-7) e pela FAPESP (Processo # 2008/57705 8), que apoiou a redação do manuscrito


2 Doutora em Educação Especial, Diretora do CEI Desenvolvimento Humano e Docente da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG, Brasil.

3 Doutora em Psicologia, Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial – Universidade Federal de São Carlos. Centro de Educação e Ciências Humanas. Laboratório de Estudos do Comportamento Humano. São Carlos, SP

Resumo do artigo

RESUMO: crianças com autismo podem apresentar dificuldades em aprender habilidades de leitura. O estudo, com o objetivo de avaliar o ensino de leitura oral e de leitura com compreensão, contou com a participação de três meninos com autismo, não alfabetizados, com idades entre cinco anos e nove meses e nove anos e nove meses, falantes e estudantes de escolas comuns.

O procedimento, dividido em seis conjuntos de ensino, consistiu no ensino direto de nomeação de sílabas simples e no ensino de nomeação de figuras, com o intuito de estabelecer leitura combinatória com compreensão, ou seja, a habilidade de ler oralmente e de compreender palavras composta por sílabas simples, a partir da combinação das sílabas ensinadas e da formação de classes de estímulos equivalentes. Os participantes foram avaliados em relação à nomeação de letras, sílabas, palavras e compreensão de leitura (relação entre figuras e palavras impressas) antes e após cada conjunto de ensino. Os dados foram analisados individualmente, comparando-se o desempenho de cada participante antes e após o ensino. Os resultados indicaram que o procedimento utilizado favoreceu a aprendizagem e a manutenção da leitura combinatória com compreensão, com poucas sessões de ensino e com baixo número de erros durante o processo

LEIA O ARTIGO COMPLETO AQUI

Aproveite e baixe também:

Clique na imagem para acessar!